Dia: 12 de dezembro

Filhos e netos dos pescadores da “Armação dos atuns”, na rota do futebol nacional, vencendo tudo e todos no último capítulo do Clube de Futebol “Os Armacenenses

A antiquíssima «armação de atuns» que depois de aldeia passou a freguesia e a adotar a designação de «Pêra», era constituída por punhado de pescadores no início do século passado, onde os velhos lobos-do-mar ergueram um aglomerado de barracas na «armação dos atuns» onde passaram a viver.

Foram os homens dos mares e de barba rija que desenvolveram uma pequena comunidade piscatória, cuja primeira referência escrita conhecida remonta a 1577 e que descreve em referência à aldeia de Pêra o seguinte: (…) “Pera é um lugar junto de Alcantarilha, não longe do mar (…). “Faz o mar defronte uma formosa praia da banda do sul, na qual está a armação de atuns que se chama a armação de Pera”.

A existência de uma armação de pesca do atum perto de Pêra, na zona de costa, hoje conhecida como a baía de Armação, para além de explicar a origem do nome da Armação de Pêra atual, denota que já em 1577 existiria uma pequena comunidade de pescadores sazonalmente ou permanentemente fixada neste território.

O tempo não para na história e, essa mesma história já transformou a «armação de atuns» em aldeia, depois em freguesia e há 20 anos em vila, no entanto, nos últimos 81 anos, os armacenenses caminharam lado a lado com o futebol ancorado no Clube de Futebol “Os Armacenenses”.

É, sobre futebol, que vamos escrever sobre mais um facto histórico da vila e do clube da Cruz de Cristo, vestido de azul e branco, as cores predominantes do mar que continuamente ensopou de sabores a sal os fundadores e antigos pescadores do século passado.

Depois de cerca de 50 anos a praticar futebol nos areais vinhateiros da praia de Armação, primeiro no campo dos Salgados, enlameado 9 meses por ano, e no campo poiso das gaivotas em terra todo o ano entre areia, pedras e pedregulhos, os armacenenses de gerações seguidas rasgaram joelhos, deram cabo das canelas, deslocaram tornozelos à chuva, ao vento e a tomar banho na praia e mudar de roupa nas barracas de pesca, mas nunca deixaram de jogar à boa comprada por eles mesmo.

O Clube de Futebol “Os Armacenenses” sempre foi e continua a ser vítima indireta das más relações provocadas pela inveja da localização privilegiada da praia da vila em relação à cidade de Silves e sede do concelho.

Só há escassos anos é que a vila tem um campo de futebol municipal, mas que foi projetado e tem condições de ser um dos melhores complexos desportivos do sul do país, em ponto pequeno, assim haja bom senso e boa vontade do poder autárquico.

Contudo, essas «guerras partidarizadas» não pertencem ao nosso rosário de reclamações, mas sim, cabe-nos enaltecer o feito mais que real que é o comportamento desportivo do clube octogenário que em 2016 se tornou campeão absoluto do futebol algarvio e venceu já a primeira grande prova do mesmo futebol a sul de Portugal e inicia no sábado 21 de agosto a sua primeira época a nível nacional.

 “Os Armacenenses” são os primeiros campeões da Associação de Futebol do Algarve na nova época de 2016/17

O Clube de Futebol “Os Armacenenses” após ter vencido o Campeonato Distrital da 1ª Divisão da AFA, venceu a da Supertaça do Algarve, Supertaça Duarte Murta, batendo a Sociedade Recreativa Almancilense, no campo neutro da Nora, Ferreiras, no desempate por pontapés da marca de penálti, já que no tempo regulamentar empataram 2-2 no final dos 90 minutos, mas que nos penáltis venceram por 4 x 2.

A equipa da vila piscatória de Armação de Pêra foi mais eficaz na primeira parte, chegando ao intervalo a vencer por 2-0 com golos de Matias, aos 30 segundos e Rodrigo Paco, aos 41 minutos.

Após o intervalo o Almancilense reagiu bem e chegou à igualdade com golos de Fábio Marques, aos 58 minutos e Tavinho aos 75 minutos.
No desempate por penáltis, Atabu pontapeou ao lado e Dávila atirou à barra, enquanto “Os Armacenenses” marcaram os quatro penáltis para conquistarem o troféu.

No historial da prova, o Clube de Futebol “Os Armacenenses” seguem na lista dos grandes vencedores o Quarteirense, 2011/12, Lusitano de Vila Real de Santo António, 2012/13 e 2014/15, Ferreiras, 2013/14 e Lagoa, 2015/16.

Sander Guerreiro a caminho de uma grande carreira

No final do jogo e da entrega da Supertaça Duarte Murta, no Campo da Nora, Ferreiras e já nos balneários entre os cânticos “Campeões” Campeões!”, Sander Guerreiro exprimia-se, assim: “Sinto um orgulho enorme pela continuidade dada pelo trabalho da época passada. O clube tem vindo a crescer muito e isso será sempre benéfico para todos “Os Armacenenses”. Sinto também um orgulho enorme neste grupo de trabalho que diariamente se tem esforçado para podermos alcançar no final os objectivos”.
Quanto ao plantel do clube e se já está fechado, referiu:
“Estou muito satisfeito com todos os jogadores. Eles são muito importantes. Só se poderá encaixar neste grupo fantástico alguém que venha acrescentar qualidade, tanto como atleta como homem”, acrescentando. “Sim, é o meu plantel, a direção, como na época passada ajudou a construir o plantel com os jogadores que a equipa técnica referenciou. Estes são os melhores jogadores que servem os interesses do clube”. Já quanto aos objetivos para a presente época, Sander Guerreiro: “Um dos objectivos já foi alcançado que era a Supertaça, uma vez que era vencer a prova. Na Taça de Portugal, é tentar ir o mais longe possível e pelo caminho conseguirmos uma equipa dos escalões superiores. E, por fim, no Campeonato de Portugal Prio é jogo a jogo, para depois no final da época os armacenenses e a nossa grande claque Raio Azul se orgulharem de nós”, sublinhou, o jovem treinador Sander Guerreiro, que depois se ter sagrado campeão dsitrital do futebol senior ao serviço dos "Armacenenses" na prova maior da Associação de Futebol do Algarve (AFA), acaba de vencer a Supertaça Duarte Murta, prova também da AFA, deixando os adeptos da vila piscatória de Armação de Pêra com «água na boca» a sonhar - e agora - vamos continuar a ganhar...

Texto. João Pina

O grande vencedor da noite na Gala da “Festa do Futebol” foi o Clube de Futebol “Os Armacenenses”, que levou para a vila piscatória de Armação de Pêra, os principais prémios das categorias em que estavam nomeados

Realizou-se no domingo, 5 de junho a “Festa do Futebol Algarvio”, pelas 19,30 horas, na Casa dos Rapazes, em Faro, evento organizado pela Associação de Futebol do Algarve e onde foram entregues os prémios anuais e ainda distinguidas algumas figuras pelos serviços prestados ao longo da vida desportiva.

O jovem Mica, na categoria de jogador do ano, onde estava, também, nomeado Pituca, Sander Guerreiro e a sua equipa técnica na categoria de treinador do ano e, finalmente, o dr. Fernando Serol, na categoria de dirigente do ano.

Foram indicados três nomes para cada um dos onze prémios, mediante as votações dos treinadores de futebol e futsal dos clubes do Algarve e pelo departamento técnico da Associação de Futebol do Algarve.

Prémios de Dirigente do Ano, nomeados, Hélder Brás, Fernando Rocha e Fernando Serol, presidentes do Messinense, Portimonense e Armacenenses, respetivamente. 
Jogador do Ano Futebol, nomeados, Mica e Pituca, do Clube de Futebol “Os Armacenenses” e Chico, do Esperança de Lagos.


Treinador do Ano de Futebol, Nuno Costa (Lagoa), Sander Guerreiro (Armacenenses) e Tedu (Silves). 
Prémio jogadora do ano de futebol, Carlota Cristo e Catarina Carmo (Guia) e Bruna Costa (São Luís).
No futsal masculino, Filipe Soares e João Duarte (Portimonense) e Hugo Figueiredo (Farense), foram os nomeados para Jogador do Ano e André Santos (Lusitano), Carlos Juliano (Farense) e Pedro Moreira (Portimonense) figuraram entre os candidatos a Treinador do Ano, enquanto Daniel Cabrita e Ana Rita Joia (Silves) e Sara Gomes (Castromarinense) disputaram o prémio Jogadora do Ano Futsal.
Foram, ainda, entregues os prémios de Jogador Jovem e de Equipa Jovem, tanto em futebol como em futsal, e para os vencedores do prémio Árbitro do Ano - José Salema (futebol) e Herberto Caleiras (futsal), uma vez que os mesmos resultaram das classificações obtidas a nível distrital.

Homenagens especiais a Manuel Cajuda, Manuel José, Rui Bento, João Moutinho ou Rui Coimbra.

O Clube de Futebol “Os Armacenenses” que se sagrou campeão destacado do Campeonato Distrital Sénior da Associação de Futebol do Algarve na presente temporada, subindo, assim, ao escalão nacional do Campeonato de Portugal Prio, uma ambição pessoal e da direção liderada pelo Dr. Fernando Serol.
A época de futebol de 2016/17, espera marcar um novo ciclo de esperança ao clube fundado pelos pescadores armacenenses há 81 anos, um feito que a população está a viver e, que decerto, vai corresponder semana a semana junto da equipa principal do clube.

Na hora de mais uma homenagem da população armacenenses ao seu clube, os associados do clube azul e branco expressaram votos de uma boa época desportiva que se inicia brevemente, e formularam desejos de rápidas melhoras a José Manuel Fernandes, adepto número 1 ao longo da época vitoriosa dos “Armacenenses”.

 

Texto. João Pina

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

voltar ao topo
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time