Dia: 18 de Nov

“Fazer Render o Peixe” - experiência gastronómica e instalação artística - 20 e 21 de dezembro, no Museu de Portimão

No âmbito do programa “Fazer Render o Peixe – Ciclo de Arte e Gastronomia”, o Museu de Portimão apresenta, nos dias 20 e 21 de dezembro, um concerto/ performance audiovisual-gustativa com os “Sampladélicos” e o chef André Magalhães e inaugura a instalação escultórica “Europa – Polar Shift”, de João Leonardo.

“Fazer Render o Peixe” é um ciclo de Arte e Gastronomia integrado no programa 365 Algarve, que teve início em outubro, onde a arte contemporânea e a gastronomia se cruzam em torno do mar e cultura algarvia, propondo, pela mão de artistas e chefs, diferentes exposições, instalações artísticas e ações gastronómicas, que prometem momentos de criativa fusão entre sabores e artes visuais inspiradas na especificidade do território e riquezas marinhas da região.

No dia 20, às 18h00, realiza-se, no Auditório do Museu, o espetáculo multissensorial “Os Antípodas da Gastronomia”, com entrada livre. Tudo cozinhado e apresentado ao vivo numa mesa cheia de memórias narradas, cantadas, que também podem ser confecionadas é a proposta dos Sampladélicos, dupla composta por Sílvio Rosado, músico, e Tiago Pereira, realizador, com a participação especial neste projeto do chef André Magalhães.

O trabalho dos Sampladélicos consiste numa encenação a partir dos conceitos pessoais de cada um do que é a tradição, o património. No Algarve, que visitam regularmente, deparam-se com um território rico, uma população que foge da montanha para o mar à procura de outras condições de vida, tornando hoje, ao mesmo tempo, geograficamente próximos mundos tão distintos. O Chef e artistas encontraram, nesse contexto, o material necessário para a montagem perfeita, filmando e fotografando métodos de confeção tradicional, rituais preservados ao longo dos anos por famílias arreigadas aos hábitos ancestrais de trabalho.

“Hoje vivemos nos antípodas da gastronomia. Todos os dias nos invadem a casa com programas e concursos de culinária, mas nem sempre a gastronomia é o mais importante, muitas vezes nem os pratos vemos.” Com a colaboração do chef e gastrónomo André Magalhães, os Sampladélicos procuram o oposto.

Às 20h00 do mesmo dia, o chef André Magalhães convida para uma Experiência Gastronómica cujo menu intitulado de “Antípodas” apresenta: Picadinho de Carapau “alimado”, Xarém de Camarão “Louisiana”, Jantarinho de Chícharos com “pézinhos” e “Babá” de Milhos com Medronho. A acompanhar será servida uma seleção de vinhos da Comissão Vitivinícola do Algarve. A experiência tem o custo de 45,00 € e é limitada a 25 lugares, sujeitos a marcação prévia através do 282 405 230 ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

No dia 21 de dezembro, às 18h00, inaugura a instalação escultórica “Europa – Polar Shift”, do artista natural do Alentejo residente na Escandinávia, João Leonardo. O trabalho inspirado na gastronomia ancestral portuguesa é uma homenagem à dieta mediterrânica, composta pela exposição in vitro (e in vita) dos seus ingredientes base, por contraponto aos dos povos do norte da Europa. Para aguçar ainda mais os sentidos será promovida uma prova de vinho e azeite no dia da inauguração, para além de uma degustação promovida pela Docapesca.

O trabalho apresentado por João Leonardo no ciclo de Arte e Gastronomia “Fazer Render o Peixe em Portimão” apropria-se de produtos alimentares como matéria-prima para construir uma reflexão sobre as diferenças socioculturais e históricas que separam o Norte e o Sul da Europa. Num espaço mediático entre a pintura e a escultura, a instalação consiste em caixas emolduradas onde são acondicionados os quatro produtos que caracterizam a alimentação tradicional dos países do sul (azeite e vinho) e do norte (banha e cerveja). A forma de apresentação do trabalho funciona como um mapa minimalista e monocromático, disfuncional e absurdo, entre o erudito e o decorativo, que sublinha as diferenças culturais destes polos, simplificados e materializados nos materiais usados e sublinhados pelo título – “Polar Shift” ou Alteração Polar –, o qual se refere ao conceito de mudança dos polos magnéticos do planeta.

Fazer Render o Peixe em Portimão é uma iniciativa promovida pelo Município de Portimão, com a direção artística da Associação Aspas e Parênteses, integrada no âmbito do “Programa 365 Algarve” e é apoiada pela Docapesca, Escola de Hotelaria de Portimão e pela Comissão Vitivinícola do Algarve.

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

voltar ao topo
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time