Dia: 21 de Out

Feira Medieval de Silves, de 9 a 18 de agosto 2019 Destaque


A XVI Feira Medieval de Silves dia 18 de agosto de 2019

Esta edição tem como tema “Xilb e os Vikings” e conta a relação que Silves teve com os Vikings, que ameaçaram o Gharb no século IX, e, por isso, saiu de Silves (Xilb) uma embaixada liderada por um astuto diplomata e poeta, chamado Yahya b. Ḥakam al-Bakrī, melhor conhecido por Al-Gazalī (A Gazela), que ao serviço de Abd al-Rahman II se dirigiu ao norte da Europa, ao encontro dos Vikings, para negociar a paz, que acabou por durar aproximadamente um século.

A Feira mantém as características e as atividades principais dos anos anteriores, como a animação exclusiva no Castelo, manjares medievais, experiências memoráveis que levarão os visitantes a outras épocas, mas também conta com várias novidades.

As crianças também têm o seu espaço especial, o Xilb dos Pequeno onde poderão usufruir de diversas atividades educativas e lúdicas. Este espaço funciona diariamente na Praça Al-Mu’tamid. Como habitualmente, a Câmara Municipal disponibiliza trajes medievais a quem os quiser alugar, por um preço simbólico.

Entre as 18h00 e a 01h00 os visitantes terão oportunidade de viver aventuras únicas: duas sessões por dia dos jogos de guerra entre Muçulmanos e Vikings, animação exclusiva no Castelo, manjares medievais, experiências memoráveis, como a recriação de diversos rituais Vikings (ritual de casamento, sacrifício humano aos deuses, ritual da águia de sangue e ritual fúnebre) que os farão regressar a outras épocas e perceber o que a cidade terá sido outrora.

Haverá, como habitualmente, um ESPETÁCULO NO CASTELO DE SILVES, pelas 22h30, com muita animação, dança e música, atraindo os visitantes para o espaço mais emblemático da cidade. Mais uma vez a história será aqui parte importante, dando-se a conhecer aspetos curiosos das vivências de tempos passados.

Intitulado “A VIAGEM” este espetáculo relata a seguinte história: «Corre o ano de 844 e a ameaça de guerra paira no ar. Os Majus (Vikings) atacam as costas do Gharb al-Andalus pilhando, saqueando e espalhando o terror e o caos. Urge que a Paz seja negociada. O emir Abd Al-Rahman II, sedeado na florescente cidade de Córdova de onde o poder emana, envia Al-Gahzali, poeta e hábil diplomata, que acompanhado da sua comitiva e de generosas ofertas, parte do porto da bela cidade de Xilb em embarcação nos seus arsenais construído, para dar resposta a tão importante demanda.

Içam-se as velas quadradas dos barcos e, com o vento de feição, rasgam-se as águas límpidas e calmas do Arade para rapidamente se passar o promontorium e se alcançar o agitado mar em direção a terras normandas.

Que peripécias nos esperam nesta longa missão? Momentos de sonho no palácio da encantadora rainha Nud ou engenhosas acções diplomáticas nos salões do seu estimado esposo? Serão a sabedoria, subtileza e coragem de Al-Gahzali suficientes para trazer a paz e a serenidade às terras do Gharb?».

JOGOS DE GUERRA ENTRE MUÇULMANOS E VIKINGS é outra das experiências que a Feira oferece. Com duas sessões diárias (pelas 20h00, 1.ª sessão, e pelas 22h30, 2.ª sessão), numa liça construída de forma a fazer jus à época, contar-se-á a seguinte história: «Estamos no ano de 844 e, no al-Andalus, vivem-se tempos conturbados. Os Vikings assolam a nossa costa. Pilham, roubam, queimam as terras costeiras e aprisionam os seus habitantes. Altos como palmeiras, louros e dotados de um impressionante porte físico são conhecidos pela sua agressividade e violência e semeiam o terror entre homens, mulheres e crianças.

Numa tentativa de terminar com os incessantes ataques vikings, o Emir de Córdova Abd al-Rahmam II envia o célebre poeta e diplomata al-Gahzali às cortes normandas e, após largo tempo de negociações, a paz é alcançada.

O poeta regressa a Silves de onde há dois meses havia partido e, com ele, chega a paz e a serenidade. É tempo de celebrar!

No espírito dos festejos o vizir da cidade de Silves ordena que se façam uns jogos entre os dois povos. De um lado os Majus (assim por nós apelidados os altos e louros Vikings), do outro os filhos de Alá.

Entusiasmado com o desafio o rei normando manda os seus melhores guerreiros assim como um baú com 100 moedas de ouro para o vencedor dos jogos. O vizir de XILB, não querendo ficar atrás, escolhe também os seus melhores homens e cavaleiros e iguala a oferta com outras tantas moedas de ouro.

Os preparativos estão terminados e o povo aguarda com grande ansiedade e regozijo a realização dos jogos…»

Outra experiência que se pode viver nesta Feira Medieval é a passagem pelo ACAMPAMENTO VIKING – PRAÇA AL-MUT’AMID. Ali procurar-se-á dar a conhecer o ambiente de uma aldeia viking, onde estarão: Tendas Vikings (estruturas em madeira e cobertas a colmo e a pano), um barco e uma carroça Viking e uma Pira funerária. Neste cenário retratar-se-ão as vivências (em funcionamento contínuo) de um Ferreiro, de um Tecelão, de um Carpinteiro, de um Curtidor de peles e de um Construtor de redes e recriar-se-ão (diariamente) o Ritual de casamento, os Sacrifícios aos deuses, o Ritual da águia de sangue e o Ritual fúnebre.

Para além de todas estas ofertas, os visitantes que queiram fazer uma “viagem no tempo” e viver um serão como personagens da história e da Feira podem participar no programa EXPERIÊNCIAS MEDIEVAIS.

O visitante poderá participar nesta recriação histórica, vivendo o dia-a-dia de um personagem nobre da época áurea da antiga capital do Reino do Algarve e experimentando toda a emoção e nobreza deste festejo de uma forma privilegiada, já que será acolhido numa zona especial, trajar-se-á e será acompanhado ao longo de toda a visita, tendo um lugar de honra no torneio e uma degustação de manjares medievais. Poderá participar nas recriações desenvolvidas para mostrar a vida dos Vikings: ritual de casamento, sacrifício humano aos deuses, ritual da águia de sangue e ritual fúnebre. Também assistirá ao espetáculo no castelo num lugar previamente marcado e com excelente visibilidade, de modo a desfrutar de todo o encanto e magia da Feira Medieval de Silves (para marcações e informações: tEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.).

As crianças também têm o seu espaço especial, o XILB DOS PEQUENOS, onde, com as suas famílias, poderão usufruir de diversas atividades educativas e lúdicas, nomeadamente de expressão plástica, expressão dramática e de atividade física contextualizadas e integradas historicamente no período da Feira Medieval. O Xilb dos Pequenos funcionará diariamente entre as 18h00 e as 24h00, de 11 a 20 de agosto, na Praça Al-Mu’tamid

Outra forma de poder viver a Feira Medieval de Silves de maneira única é usando TRAJES MEDEVAIS. Dois roupeiros disponibilizam, a quem o desejar, fatos de homem, mulher e criança, que são alugados por um valor simbólico.

Outra forma de viver com muita alegria e bom espírito este evento é experimentando a muita OFERTA GASTRONÓMICA que existe nas diversas praças de alimentação. Sentar numa taberna e degustar um bom petisco, permite que grandes grupos de amigos e família passem serões memoráveis e possam conhecer um pouco daquilo que se poderia comer e beber na idade média.

Vir à Feira Medieval de Silves e conhecer os principais MONUMENTOS DA CIDADE é mais uma aposta na criação de momentos a recordar. O Castelo de Silves, Monumento Nacional desde 1910, é também o mais emblemático monumento da cidade. Assente no topo da colina, esta fortificação de imponentes muralhas de taipa, revestidas a arenito vermelho, o Grés de Silves terá sido um espaço defensivo, residência de governadores, dos seus contingentes militares e de funcionários da administração e poderá ser fruído por todos os que entrarem na Feira Medieval de Silves.

Do mesmo modo, o Museu Municipal de Arqueologia estará aberto. Inaugurado em 1990, este espaço foi construído em torno do Poço-Cisterna Almóada, com 18 metros de profundidade e classificado como Monumento Nacional. Os visitantes podem encontrar um vasto espólio de peças arqueológicas, com as coleções organizadas cronologicamente desde a pré-história até ao período moderno.

A Igreja da Misericórdia também estará aberta ao público, no seu interior, poderá observar no painel central do retábulo do altar-mor a imagem da visitação, rodeada das sete obras da misericórdia.

Fotos: Luís Medeira, Nuno Lourenço e Câmara Munucial de Selves

No texto de apresentação da responsabilidade da Câmara Municipal de Silves

Galeria dos fotos

Modificado emquinta, 15 agosto 2019 08:26

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

voltar ao topo
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time