Alerta
  • JFolder: :ficheiros: caminho não é uma pasta. Caminho: /home/newsalga/public_html/images/classicos
Aviso
  • There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery Pro plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: images/classicos
  • There is no category chosen or category doesn't contain any items
Dia: 26 de Jun
Em Foco

Em Foco (23)

António Rocha da Silveira: Um médico obstetra ligado à história de Portimão e dos seus hospitais

 

António Rocha da Silveira foi um médico, ginecologista/obstetra, que viu nascer milhares de pessoas

Chegou a Portimão em 1950, cinco anos após ter completado o curso de medicina e concluído os estudos na área das cirúrgicas na Faculdade de Medicina de Coimbra e no seu Hospital Universitário.

Jornalista: Tony Melo

O Dr. Silveira, como era carinhosa, popular e resumidamente tratado em Portimão e localidades vizinhas, ingressou nos quadros médicos do Hospital da Misericórdia, que funcionava, em 1950, numa ala do edifício da Igreja do Colégio. Recordá-lo é, por um lado, um exercício de gratidão e, de um outro, contribuir para a historiografia de uma unidade hospitalar como foi e, de outra forma, continua a sê-lo, o Hospital da Misericórdia, hoje S. Camilo. É também uma tentativa de enriquecer a história de uma cidade, região e instituição secular que não pode avançar, segura, sem que preste a devida vénia a quem ajudou a formular e fazer a sua história.
Rocha da Silveira foi durante alguns anos, o único médico obstetra na cidade (só nos anos 60 do século passado surgiria a Dr.ª Estela, que, porém, se manteve mais ligada à Saúde Materno Infantil , na denominada Caixa de Previdência) e, por esse motivo, assistiu clinicamente a grande maioria das mulheres em processo de gestação. Mais tarde, apareceram no Hospital de Portimão outros especialistas, nomeadamente os Drs. Lurdes Santos e Paixão Manso.
Pode dizer-se, sem receio de erro, que praticamente todas as pessoas, atualmente com idades entre os 40 e os 60 anos, nasceram sob a vigilância e olhar médico daquele especialista.
Há muitos casos em que pais, filhos e netos, três gerações, tiveram António Rocha da Silveira como médico ao nascerem.
O médico fez parte até 1975 dos quadros daquele hospital, onde foi Diretor Clínico. Estava de serviço 24 sob 24 horas, ao alcance de uma chamada telefónica.
Com a nacionalização do Hospital da Misericórdia, Rocha da Silveira integrou os quadros do Distrital de Portimão, onde ficou como Diretor do Serviço de Obstetrícia. Esteve ainda no Hospital do Barlavento, nas mesmas funções.

 António Rocha da Silveira nasceu em S. Romão, Seia, em 2 de setembro de 1920. Faleceu em Lisboa, para onde se deslocara em busca de alguma solução para um grave problema de saúde que o afetara, em 29 de julho de 1993.

De Portimão, seguiram pessoas, em vários autocarros, para velarem o seu corpo e incorporarem-se no seu funeral.
António Rocha da Silveira tem o seu nome numa rua em Portimão. A sala de partos do Hospital do Barlavento também o ostenta. Faltou, porventura, a doação do seu nome – o que chegou a ser pensado ou, aliás, ficou assente entre quem podia decidir – ao novo hospital de Portimão no Poço Seco.
António Rocha da Silveira, um homem baixo, mas de grande alma, foi alvo de uma homenagem nos anos 90, num jantar na Adega da Torralta, que esteve à pinha. Nessa ocasião, enquanto membro da Comissão Organizadora, chefe de delegação do Correio da Manhã e, sobretudo, como pai de três seres que nasceram sob a sua orientação clínica, estive presente e tive a oportunidade de testemunhar-lhe o meu apreço e respeito.
Se fosse vivo, António Rocha da Silveira faria 99 anos no próximo dia 2 de setembro. Honremos a sua Memória.

Jornalista: Tony Melo 

Foto: António Rocha da Silveira nesta foto ao lado do então presidente Américo Tomás, quando da inauguração do novo hospital da Misericórdia, Arquivo de Notícias de Coração

Ler mais ...

ALTRAN PORTUGAL APRESENTA CENTRO COLABORATIVO VORTEX PARA ACELERAÇÃO DE SISTEMAS CIBER-FÍSICOS E CIBERSEGURANÇA

A Altran, líder global em Engenharia e Serviços de Investigação e Desenvolvimento, acaba de apresentar o VORTEX, um Centro de aceleração e transferência de tecnologia de sistemas ciber-físicos e cibersegurança em Portugal, que pretende afirmar-se como uma referência europeia no mercado dos serviços de conceção de novos dispositivos.

Liderado pela Altran Portugal, em associação com a Universidade Nova de Lisboa (UNL), através do NOVALincs, com o Intituto Politécnico do Porto/Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP/IPP) através do CISTER, com Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores- Tecnologia e Ciência (INESC TEC) através do HASLab e a plataforma de inovação Beta-i, o VORTEX pretende criar um ecossistema colaborativo entre centros de investigação, startups e líderes industriais que explorem as tendências tecnológicas emergentes e as apliquem no desenvolvimento de novos produtos que respondam aos novos desafios dos mercados.

No evento de lançamento estiveram presentes o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, Cyril Roger, Vice-Presidente do Grupo Altran, Célia Reis, CEO da Altran Portugal e Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, que salientaram os benefícios deste iniciativa, pela cocriação e transferência de tecnologias de laboratórios de investigação para parceiros da indústria.

Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, refere: “O Vortex permitirá antecipar tendências das tecnologias do futuro, trazendo para o mesmo centro as unidades de investigação e os fabricantes europeus, impulsionando assim uma efetiva transferência de conhecimento e cocriação de novos produtos nos setores de Automóvel, Aeroespacial, Telecomunicações, Dispositivos Médicos e Energia. A iniciativa irá arrancar nas instalações da Altran Portugal e, ao longo de 2019, terá um espaço próprio perto do nosso pólo tecnológico em Gaia. Para já, o projeto arranca com uma equipa de 10 colaboradores que saem dos diferentes parceiros e iremos contratar até 2022, mais 35 recursos altamente qualificados, maioritariamente Mestres de Doutorados.”

Para o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o VORTEX “representa criar emprego com transformação digital, através de um novo tipo de instituições que vêm estimular a partilha de risco entre os sectores público e privado em investir no conhecimento e na co criação de emprego.”

Antecipar as tecnologias do futuro O VORTEX, irá investir em programas anuais de aceleração, focados em elevar o nível de maturidade tecnológica de novos resultados de investigação que saem dos parceiros científicos, e que demonstrem a sua aplicabilidade em novos produtos industriais. A Altran, por seu lado, fará a aproximação inicial dos seus clientes a esta nova, e disruptiva capacidade de cocriação industrial, fomentando e promovendo a venda de serviços de cocriação e coconcepção no domínio dos sistemas cíber-físicos e da cibersegurança aos seus clientes.

Sobre a Altran Com a aquisição da Aricent, a Altran posiciona-se como líder global em consultoria de engenharia e R&D (ER&D) e uma empresa inovadora no desenvolvimento de produtos e serviços à medida das necessidades dos clientes. Neste sentido, a Altran acompanha os clientes em cada etapa do projeto, desde o planeamento estratégico à fase de produção. Há mais de 35 anos no mercado global, a Altran capitaliza a experiência e know-how em setores chave, como Aerospace, Automotive, Defence, Energy, Finance, Life Sciences, Railway e Telecom. A aquisição da Aricent alarga essa liderança para semiconductors, digital experience e design innovation.

Com 47 mil colaboradores e presente em mais de 30 países, o grupo Altran e Aricent gerou, em 2018, receitas de 2,9 mil milhões de euros. No mercado português desde 1998, a Altran Portugal conta mais de 1.800 colaboradores e com três escritórios, no Porto, Lisboa e Fundão.

www.altran.pt www.altran.com  

Contatos: ltran Portugal Geral | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. Mariana Coutinho | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

ATREVIA | 21 324 0227 Francisco Bruto da Costa | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 91 402 7303 Marta Pais | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 96 34

 

Ler mais ...

“124ª Encontro “De Caminhada - Corrida Senhora da Rocha e Armação de Pera”

“Bons treinos, boa semana 6ª Feira às 20,30 horas”

Os amigos corrida de semanas faz parte das “Corridas à 6ª Feira” pelo anos e participantes sem sido, ou menos 190 números noite às 20,30 horas; feio, vento, chuva e verão noite pés “caminhadas pegadas”.

A participação é gratuita, sem qualquer custo para o utilizador e, que leia informações nas páginas dos eventos. Está lá tudo, “tim tim por tim tim”, mas, tiver dúvidas, não hesite em perguntar. De organizem, também, as páginas do evento para anunciar pedidos/ofertas de boleias”. Façam o favor de partilhar o evento no vosso mural e divulgar entre todos os interessados, “em particular os que não têm acesso ao Facebook, obrigado”.

Vai haver dois percursos de 9km e 12km, considerados médios em termos de acumulado de subida, ou um evento não competitivo, onde não nos interessa saber o tempo que gastaram para completar o percurso”.

O ponto de encontro é no Ginásio Rural dos Alporchinhos

Ponto de encontro:

No parque de estacionamento junto à Ermida da Nossa Senhora da Rocha (Alporchinhos), Porches. Latitude: 37° 5' 50" N - Longitude: 8° 23' 8" O - Luz: é fundamental (leia-se: obrigatório), colete reflector.
Como chegar à Ermida da Nossa Senhora da Rocha:
Quem vem pela via do infante deve sair em Alcantarilha e dirigir-se para Armação de Pêra.
Quem vem pela EN 125, na rotunda de Alcantarilha, junto à Barbot, segue na direção de Armação de Pêra. Atravessa toda a via dorsal de Armação de Pera e na última rotunda segue em direção a Porches.

Cerca de 1,5 Km, à esquerda, encontra o Intermarché e à direita uma bomba de gasolina da Cepsa. Vira à esquerda do Intermarché e segue sempre em frente até à ermida. Divulguem o evento no vosso mural. Quem, dos vossos amigos, não tiver acesso aos detalhes, é adicionar essa pessoa a este grupo "Corridas à 6ª Feira". E quem quiser aparecer, clicar vou página do evento. Bons treinos, boa semana e até 6ª Feira às 20:30”
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com placas ou sticks reflectores. Mesmo assim é importante que coloque toda dúvida que tenha com a devida antecedência.
Todos devem levar um meio de iluminação, leia-se "obrigatório" e carros e colectores reflectores
Os percursos passam em zonas de estrada com trânsito, pelo que o uso do colete reflector é indispensável. “Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele (s) que for mais lento (s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho”.
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. “Repito, ninguém irá correr sozinho”.
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio.
Todas as sugestões são bem-vindas, participem, divulguem e desfrutem destes eventos

- Cantinho da Dora - caldo verde e bolos no final;
- Luísa Raposo – aquecimento;
- Junta de Freguesia de Porches – tenda;
- Junta de Freguesia de Armação de Pêra - águas durante o percurso;
- Snack Bar Palmeiras - águas durante o percurso e apoio percurso;
- D. Cristina - Clementinas e Laranjas.

Texto: João Pina  / Alberto Cortez / Carlosdantas

De imagens abaixo fotos 130

 

Ler mais ...

Dia dos Namorados "Designer Outlet Algarve"

 

Designer Outlet Algarve celebra o amor com passatempo especial para Dia dos Namorados e descontos até 70%

O Dia de São Valentim é assinalado no Designer Outlet Algarve com a campanha “Love is In the Air”, que pretende celebrar o amor e proporcionar aos visitantes a oferta dos presentes mais originais, através de passatempos, descontos e vantagens exclusivas.
Roupa, perfumes, malas, relógios e joias são alguns dos produtos selecionados que dispõem de descontos especiais até 70%, contemplando as melhores sugestões para “Ele” e para “Ela”. Marcas como a Lacoste, Adidas, Guess, Calvin Klein, Bimba y Lola, Levis e Desigual estão abrangidas pela campanha.
Através de um passatempo especial de Dia de São Valentim, que decorre até 14 de fevereiro, na página oficial de Instagram do Designer Outlet Algarve, os visitantes podem ainda partilhar uma foto romântica tirada no espaço e ganhar um voucher de 50 euros, todos os dias.
Adicionalmente a todas estas vantagens, uma mascote em formato de coração, inspirada na temática do amor, estará nos dias 9, 10 e 14 de fevereiro a distribuir um photoflyer com um cupão de 10% de desconto adicional, válido em transações realizadas até ao dia 28 de fevereiro, a todos os visitantes que com ela tirarem uma fotografia.
«Comprar um presente para o dia dos namorados é um momento especial e queremos proporcionar todas as vantagens para que a escolha seja perfeita. Disponibilizamos ofertas exclusivas em marcas e produtos selecionados, que incluem as sugestões mais apreciadas neste dia» comenta Miguel Guerreiro, acrescentando: «Pensamos em todos, por isso temos também disponíveis cartões oferta no valor de 10, 20 ou 50 euros, para os indecisos ou para quem já sabe que a cara-metade prefere escolher o seu presente».
Sobre o Designer Outlet Algarve O Designer Outlet Algarve é o maior outlet do Algarve e o primeiro na Europa a estar integrado com uma loja IKEA, um centro comercial e uma área de lazer ao ar livre. Resultante de uma joint venture entre a IKEA Centres e a Mutschler Outlet Holding, o Designer Outlet Algarve é gerido pela operadora austríaca ROS Retail Outlet Shopping.

Sobre a ROS RETAIL OUTLET SHOPPING A ROS Retail Outlet Shopping, com sede em Viena, é uma empresa de gestão de centros e aconselhamento para imóveis comerciais, especializada em Designer Outlets e conceitos inovadores de Outlet Shopping. Os fundadores, Thomas Reichenauer e Gerhard Graf possuem, em conjunto, mais de 20 anos de experiência em empresas de desenvolvimento e operação internacionais de imóveis comerciais. O ROS Retail Outlet Shopping abrange todas as fases, desde a procura da localização e desenvolvimento à própria operação, incluindo o aluguer, marketing, revenda, instalações e atividades financeiras. O portfólio da ROS Retail Outlet Shopping inclui as seguintes localizações: Designer Outlet Soltau, City Outlet Geislingen, Shopinn Brugnato 5 Terre, Designer Outlet Warswaza, Designer Outlet Sosnowiec, Designer Outlet Gdansk, Premier Outlet Budapest, Designer Outlet Algarve e o Designer Outlet Croatia que fazem parte dos projetos atualmente em operação. Mais cinco novos desenvolvimentos na Alemanha, França, Polónia, Itália e Espanha estão projetados pela ROS – Retail Outlet Shopping colo

Ler mais ...

Allianz adquire primeira central solar fotovoltaica em Portugal

Primeiro investimento em central solar no país sem tarifas públicas subsidiada

Energia equivalente a 23 mil lares por ano • Acordo de Compra de Energia em vigor  Em nome da Allianz, a Allianz Capital Partners, acaba de anunciar a aquisição da central Ourika de 46 megawatts (MW), em Portugal. A central solar está totalmente operacional e foi desenvolvida pelo Grupo WElink (“WElink”).

Mais de 50% da energia de Portugal provém do vento, do sol e da água e ocupa o sexto lugar dos países europeus. A central Ourika está localizada em Ourique, no Alentejo, a 170 km a sudeste de Lisboa. Este projeto de 46,1 MW é capaz de produzir eletricidade renovável suficiente para aproximadamente 23 mil lares por ano, na região.

A central tem um contrato de compra de energia de preço fixo (PPA) de 20 anos, com preços garantidos. A Ourika é um projeto pioneiro a nível ibérico e será uma das primeiras grandes centrais de energia solar em atividade sem tarifa garantida suportada pelos contribuintes, mas que depende do Acordo de Compra de Energia.

“Estamos muito satisfeitos em estabelecer uma parceria com o consórcio WElink, neste que é o nosso primeiro investimento num projeto solar em Portugal. A central Ourika é um ativo valioso a adicionar ao nosso portfólio pró-ambiental, que neste momento já ultrapassa a barreira das 90 centrais solares e eólicas. Este investimento prova a importância das energias renováveis no portfólio de investimento da Allianz, que é já um dos maiores investidores neste setor na Europa. Esperamos investir em mais projetos solares sem subsídios em vários mercados europeus no futuro, e aguardamos por mais parcerias com a WElink e outras
empresas especializadas neste setor”, refere Marc Groves-Raines, responsável pela área de Energias Renováveis na Allianz Capital Partners.

Barry O’Neill, CEO do Grupo WElink, acrescenta: “Este acordo para a aquisição da central Ourika representa uma meta importante para a WElink Energy. Estamos muito satisfeitos por fechar este negócio com a Allianz Capital Partners. Esta parceria cimenta a transição da empresa para se tornar um produtor de energia líder a nível mundial. Ourika é o primeiro projeto de um ambicioso programa de investimento da WElink juntamente com o nosso parceiro China Triumph International Engineering Company em mercados chave no sul da Europa. A Ourika será seguida pelo projeto Solara4 em Portugal, que deverá ficar concluído no terceiro trimestre de 2019.”

A compra da central Ourika é o oitavo grande investimento da Allianz numa central solar, uma aposta nas energias renováveis que já ultrapassa os 90 projetos, num total de 83 parques eólicos e 8 centrais solares localizadas na Áustria, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Portugal, Suécia e Estados Unidos. Todos estes projetos têm capacidade para gerar energia para abastecer mais de um milhão de lares, ou seja, uma cidade do tamanho de Paris.


Ler mais ...

Da Baía de Armação de Pêra, o PIRATE WEEK 2017 parte em busca de novos mundos de 21 a 25 Julho na Senhora da Rocha, Porches, Lagoa

O ano de 2014, seguindo-se 2015 e finalmente em 2016, O “Pirate Week” catapultou Armação de Pêra para a ribalta da animação para os olhares do mundo – mais de um milhão de pessoas aplaudiram, gostaram, amaram e queriam mais, muito mais – mas e, há sempre um mas… com os jovens “piratas” regressaram, também, os novos “velhos do Restelo” com as suas invejas e dores de corno a saber à “finança das caixas registadoras”. Não vamos escrever mais por que tanta sujidade já se escreveu, vamos sim aguardar as canas dos foguetes lançados na vizinha Praia da Nossa Senhora da Rocha e refletir se o “Pirate Week” faz falta ou não em Armação de Pêra com novas datas e alterações

Deixamos-vos com as palavras de Sónia Santos uma fundadora da “Associação Polis Apoteose”

Após 3 edições e largos milhares de visitantes na Baía de Armação de Pêra, o Pirate Week 2017 chega este ano ao cenário idílico da Senhora da Rocha.

O Pirate Week 2017 - Em busca de Novos Mundos tem lugar entre 21 a 25 de Julho e a entrada é livre.

O Pirate Week é um lugar onde História e Fantasia se encontram num festival de cinco dias que recria o imaginário de diversão e aventura do imaginário pirata para toda a família. No Pirate Week 2017 irá encontrar não apenas uma excitante nova narrativa numa nova paisagem, mas também os verdadeiros e deliciosos sabores dos bons velhos dias e ainda os tesouros reais dos mestres artesãos e joalheiros.

Marque as datas, vista a rigor toda a família e junte-se a esta grande aventura repleta de emoção, alegria e descobertas. A entrada é livre.

Num novo modelo organizacional, o Pirate Week é um evento promovido pela Polis Apoteose em coorganização com a Junta de Freguesia de Porches, a Câmara Municipal de Lagoa, a Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Porches, a ANDARTE - Associação Nacional Para o Desenvolvimento do Artesanato, Caravela Santa Bernarda, ASTA - Associação de Teatro e Outras Artes, SATORI e com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude, Capitania do Porto de Portimão, Direção Regional de Cultura do Algarve, APA - Agência Portuguesa do Ambiente, Guarda Nacional Republicana, a Cultugarve - Associação Cultural do Algarve, a Portugal News e o Hotel Be Live e em articulação com o tecido empresarial local.

A Polis Apoteose agradece ainda a todos os parceiros pelo empenho e apoio para que o Pirate Week pudesse continuar a realizar-se na Baía de Armação de Pêra, com um cumprimento muito especial ao Ricardo Pinto na qualidade de Presidente da Junta de Freguesia de Armação, ao Dr. Fernando Serol pelo Clube de Futebol “Os Armacenenses” e ao Professor Carlos Silva em representação do Agrupamento de Escolas Silves Sul, bem como ao Agrupamento 598 do Corpo Nacional de Escutas e Casa do Povo de Alcantarilha, Pêra e Armação de Pêra e a toda a comunidade armacenense.

Chegaram-nos alguns comentários que transcrevemos:

Mário Mascarenhas Pirataria à Armacense é sempre uma boa animação :-)

 Será TUDO PILHADO! Ate  os pescoços nao vão escapar 

Fernando Inacio Era bom !

Anabela Ravera Pirataria precisa-se !!!!

Valter Sustelo Este ano não será em Armação, mas perto...a Senhora da Rocha que se prepare, de 21 a 25 de Julho, será invadida por piratas da pior espécie! :-)

Tens toda a razão amiga João Pina , não é justo acabarem com uma festa que traz alegria e diversão a Armação e para além do mais vem muita gente de fora e que faz mexer com o comércio local não entendo este povo , um abraço amigo João.

Anabela Ravera Em Silves meia dúzia de pessoas infelizes também acabaram com o Festival da Cerveja no Castelo de Silves.

Odette Simões Este povo não quer ver a terra bem sempre foi.assim e será infelizmente.

António Dias da Costa Discordo da mudança. Simplesmente por ser uma tradição de Armação ! 

Linda Alves Como bons piratas, à que ir em busca de novos tesouros... mas acho muito mal o presidente da junta ter exportado o evento pa freguesia do lado do concelho do lado, procurando fazet negócio em prejuizo de armação.

Germina Santos Mas não há nenguem que enforme a Senhora

Telma Alexandra Barreto Mina, Senhor, se faz favor lol

Sergio Carvalhal Agradecao a alguns comerciantes kkk

Anaela Ravera Alguns comerciantes de Armação eram contra o evento e acabaram com ele.A Senhora da Rocha só aproveitou e recebeu o Evento de braços abertos,claro.

Anabela Ravera E qual é a parte enviesada ??que a Sra da Rocha recebeu o Evento de braços abertos ou que meia dúzia de comerciantes de Armação acabaram com ele??????????????????

Joao Ribeiro Isso nao é verdade. Leia os comentarios no grupo de Armaçao de Pêra de alguns dias atràs. Simples e fàcil. ;)

 Anabela Ravera , não percas tempo :)

Anabela Ravera Com pessoas enviesadas NUNCA !

Joao Ribeiro AHAHAHAHA adoro ver malta de Silves a opinar sobre Armaçao.

JJ Ravera Obrigado , também adoro fazer pessoas felizes :)

Joao Ribeiro ao ler a pessoa fica informada, e isso custa.

Joao Ribeiro Eu dei o meu melhor agora as pessoas nao querem entender...

Catarina Seguro Pereira Anabela Ravera obrigada pelo vosso apoio ao longo dos últimos tempos . De vocês também não esperava outra coisa ?

JJ Ravera Só uma pessoa mal informada pode acusar o Presidente da Junta de ter culpa neste processo !

Sergio Carvalhal A culpa nao e do presidente da junta a culpa e de meia duzia d comerciantes k quanto mais tem mais qruerem

JJ Ravera Claro que a culpa não é do presidente da junta ! A culpa é exclusivamente de alguns comerciantes Armacenenses que quiseram correr com o evento . Quem ganhou com isso foi o Concelho de Lagoa . BEM FEITO !

Telmo Santos Senhor, acha bem o senhor presidente da junta, que sempre defendeu o evento em armação, permitir que vá pa freguesia vizinha e ainda por cima ainda fica feliz... só falta ir lá fazer a festa também! estou indignado...

JJ Ravera Quem é que disse que o Presidente ficou feliz ? Tem que ficar indignado com a duzia de pessoas que quiseram acabar com aquilo em Armação !

Telmo Santos ele devia era faze com que todos se entendessem primeiro e depois evitar andarem a falar mal dos armacenenses que aqui trabalham, nem festejar ou apoiar a ida dos piratas para outra terra... acha bem a junta publicitar um evento da terra que vai acontecer na freguesia do lado?

JJ Ravera Mas , mais uma vez , quem lhe disse que a junta está a publicitar o evento da freguesia do lado ????????????

Telmo Santos atão vá ver o facebook da junta, onde esta faz publicidade ao evento que vai acontecer na freguesia vizinha... acho que é um caso único em portugal e merecedor de estudo!

JJ Ravera Há uma grande diferença entra ser a junta a publicitar o evento na sua página , e ser a organização do evento a postar o evento na página da junta para avisar que o evento não morreu . IRRA !!!

Odette Simões Agora devem não ir a esses comerciantes que participaram nesse baixo assinado agora não devem ir e por esse motivo ficamos sem esse divertimento ninguém culpa o Presidente da Junta ele não tem culpa os comerciantes é que são os culpados evitem ir comer nesses sitios.

Joao Ribeiro Cara Odette, nao caia no pecado do Senhor, pois segundo a biblia, "Não procurem vingança nem guar­dem rancor contra alguém do seu povo, mas ame cada um o seu próximo como a si mesmo. ” (Provérbios 19:18)

JJ Ravera Odette 100% de acordo !

Anabela Ravera Grande Odette Simões por ter coragem de chamar as coisas pelos nomes.

Paula Bravo A propósito do que aqui se diz dos comerciantes de Armação de Pêra e da sua responsabilidade nesta transferência, aconselho a leitura deste artigo do Terra Ruiva. http://www.terraruiva.pt/.../pirate-week-armacao-pera.../

Pirate Week em Armação de Pêra- Houve acordo entre comerciantes e associação…

Telmo Santos Eu acho muito mal a ver pessoas de armação a falar mal de outras pessoas de armação e o presidente da junta andar a virar todos contra todos, que sempre defendeu os piratas como algo de muito bom para vila e depois apoia a sua mudança para a freguesia do lado? isto não é de presidente que está preocupado com a sua vila! estou triste e indignado!

JJ Ravera O que é que o Presidente tem a ver com isso ? Também fico triste , mas é com a duzia de pessoas que não queria a festa em Armação !

Telmo Gaudencio Infelizmente em Armação sempre houve e sempre há de haver estas 2 mentalidades ,nunca chegarão a uma conclusão que traga benefícios para ambos no passado e era agora que isso ia acontecer???pois eu também pensei que era possível ...

Acompanhe em: https://www.facebook.com/pirateweek/

info em: www.pirateweek.net

Ler mais ...

Albufeira com noites de magia nas boas-vindas ao verão

O Festival de Magia Abrakadabra regressa a Albufeira nas boas-vindas à época estival e este ano promete duas noites surpreendentes com o conceituado mágico Luís de Matos, que sobe ao palco do Palácio de Congressos do Algarve, na Herdade dos Salgados, a 16 e 17 de junho, às 21h45, e traz consigo convidados especiais.

O recordista do Guiness e prémio mundial de magia cómica, Paulino Gil, e a dupla Serge & Faty fazem parte deste leque de atuações do Abrakadabra, que vai já na sua terceira edição e conta com um programa diferente para quem vive no Algarve ou escolheu a região para passar uns dias de descanso e diversão.

Nestas duas noites mágicas, Luís de Matos apresenta-se com o seu concerto de ilusões, “tão reais que desafiam a razão”, e convida o espanhol Paulino Gil com o seu “Chequín”, um espetáculo homogéneo e dinâmico em que o público tem o papel principal.

O mais internacional e premiado mágico português terá ainda como convidados Serge & Faty, uma dupla algarvia que promete transportar os espectadores para uma quinta dimensão.

Abrakadabra é um evento da Press Happiness e conta com o apoio da Câmara Municipal de Albufeira, Turismo do Algarve, Nau Hotels & Resort e Adega do Cantor.

Ler mais ...

A revista do Boa Esperança, em tournée pelo Algarve – 2 de junho, pelas 21,30 horas, Centro Pastoral de Pêra

Está em cena desde o dia 24 de fevereiro do corrente ano, a nova produção teatral do Boa Esperança Atlético Clube Portimonense, clube centenário da capital do barlavento, ou seja, Portimão e, que tem como atividade principal, o Teatro de Revista à Portuguesa e outras culturais/recreativas e desportivas, a saber: Danças de Salão; Marchas Populares; Festival da Sardinha; Escola de Fado; Bailes; Desfile Infantil Carnavalesco” e “Escola e Noites de Fado”.

A revista “Thô Xaringado e Mal Pague” anda, agora, em digressão pelo Algarve, desta feita, 2 de junho em Pêra.

Por: João Pina 

 Carteira Profissional de Jornalista Nº 4 408

A designação deste ano, “Thô Xaringade e Mal Pague”, expressão tipicamente algarvia que significa: “Estou Tramado e Mal Pago”, ou “Estou Xaringado” e, que segundo Carlos Pacheco, o autor e responsável pelos sucessos das últimas temporadas das revistas"continua bem atual com ou sem geringonça".

A Revista à Portuguesa do Boa Esperança, já com mais de 50 anos de tradição, tem crescido e evoluído ao longo destes anos, transformando uma comédia local, inicialmente intitulada Revista de Carnaval, num grande espetáculo de sucesso nacional, que depois de estar em cena em Portimão, anda em digressão pelo país com um sátira acutilante e que faz rir os algarvios e forasteiros desapegadamente.

Uma revista que, mantendo a tradição deste género teatral, apresenta um humor com muita crítica divertida, terminando, cada ato, de forma soberba, sendo o público convidado a uma viagem pelo mundo de hoje com todos as suas situações hilariantes, proporcionando uma noite de gargalhadas numa época onde a folia e o pagode promovem e mantêm viva a memória dos algarvios.

Um espetáculo destinado a um público com mais de 12 anos de idade, recheado de humor e de boa disposição, onde se abordam assuntos sérios mas de forma bem alegrada.

Esta revista à Portuguesa é uma produção que homenageia o género mais genuíno do nosso teatro num espetáculo que revisita o humor e a arte de ser portimonense, algarvio, alentejano, português, chinês, inglês e americano com temas atuais tais como:

A saída de Inglaterra da União Europeia. A venda das Empresas Nacionais aos Chineses. A Caça de Pontos na Carta de Condução, entre outros, são retratados nesta revista à Portuguesa, composta por um jovem e renovado corpo de baile composto por Sara Pina, Filipa Goulart, Rafaela Jesus, Lara Gouveia, Vânia Lourenço, e pelos atores, Flávio Vicente, Telma Brazona, Sandra Rodrigues e Nicole Gonçalves. O Fadista Portimonense João Leote dá voz às homenagens prestadas, “Ao Ardina,” e ao Ator “Camilo de Oliveira”, relata Carlos Pacheco, para prosseguir na apresentação do seu último espetáculo de revista á portuguesa:

É mais um espetáculo do povo para o povo, no qual a burguesia e os novos-ricos são retratados com barrigadas de riso, muitas vezes com palavras de improviso.

Desde o passado mês de fevereiro, que o velhinho “Boa Esperança”, no entanto, acolhedor e com o mínimo de condições para a cultura e entretenimento, que esgota as sessões às sextas-feiras, sábados e duas matinées aos domingos. 

De êxito em êxito, Carlos Pacheco, a «alma genial» da trupe portimonense, sublinha: “A longevidade das revistas mantém-se ao longo dos anos com muitas horas de ensaios e de preparação técnica e a confeção das roupas, cenários, sendo que, o mais difícil é compor os textos e músicas sempre diferentes, acrescentando na qualidade de autor Carlos Pacheco e que comanda cerca de 30 pessoas, entre bailarinos, atores, carpinteiros e técnicos de som e luz.

Carlos Pacheco referiu ao «Algarve Mais Notícias» acerca do espetáculo a apresentar em Armação de Pêra: “Continuamos a fazer crítica porque é um mal necessário da Revista à Portuguesa e gostamos muito. No entanto, criticamos com leveza para que as pessoas descontraiam e continuem a vir. Não queremos aborrecer com as politiquices e as desgraças do país. Queremos dar-lhes noites bem passadas, que riam porque o rir faz bem e não paga por enquanto Iva” .

E, são com estes ingredientes, que o Algarve assiste a mais um grande espetáculo hilariante, de sucesso nacional, com Carlos Pacheco, à frente de um grande elenco.

As atuações têm lugar na sala do Boa Esperança às sextas-feiras e sábados às 21,30 horas, e aos domingos às 14,30 horas e às 17,30 horas.

Thô Xaringade e Mal Pague” tem o patrocínio oficial da Câmara Municipal de Portimão, o apoio institucional da Junta de Freguesia de Portimão, sendo parceiros media o “Barlavento”, Algarve Mais Noticias, Alvor FM, Rádio Portimão, Rádio Foia e Rádio Lagoa.

"Cá os esperamos e ria à vontade que não paga Iva, por enquanto", recomenda Carlos Pacheco.

 

Ler mais ...

Câmara de Albufeira aprova 2ª Fase do Plano de Pormenor do Porto de Recreio da Marina de Albufeira

Em reunião da Câmara Municipal de Albufeira de 14 de fevereiro de 2017, foram aprovadas as operações de loteamento que permitem a emissão dos Alvarás de Loteamento da 2ª fase do Plano de Pormenor do Porto de Recreio de Albufeira

Com a emissão dos Alvarás de Loteamento serão constituídos 36 lotes com permissão de edificação de 10.930 m2 de construção destinados a habitação, 22.379 m2 destinados a apartamentos turísticos, 13.060 m2 destinados a comércios/serviços e 26.680 m2 destinados a hotéis.

   

 As obras de urbanização deverão iniciar-se no próximo mês de março, devendo

Com a realização das obras da 2ª fase ficará concluído o plano urbanístico projetado em 2007, pelo Prof. Sidónio Pardal, o qual prevê para a segunda fase, uma menor densidade de construção e, quanto aos espaços verdes, uma compatibilização com os espelhos de água e demais equipamentos. Os espaços verdes estão dimensionados por forma a garantir a sua arborização. O plano de pormenor inclui 51% de espaços verdes e 21% de área molhada, encontra-se compatibilizado com o Plano de Urbanização de Albufeira e estrutura verde envolvente, não abrangida por este último.

Ler mais ...

Veículos Clássicos do Barlavento invadem Armação de Pêra

Esta é a história, a história dos "Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento", contada em meia dúzia de palavras, mas com mais de 200 mil pessoas a vê-los de perto nos 35 encontros realizados, a tocar-lhes, a conversar com os seus proprietários e estes a falar das suas «joias» como de filhos se tratassem no primeiro domingo de cada mês e, como já se disse, já lá vão três anos.

Saibam mais e vejam as últimas imagens fotográficas dos clássicos de hoje e das grandes «máquinas» de outros tempos.

 

Texto e fotos: João Pina

(Carteira Profissional de Jornalista Nº 4 408)

 

No primeiro domingo do mês e já lá vão três anos, que os caminhos dos amantes dos automóveis clássicos do sul do país vão dar a Armação de Pêra.

 

Os nuestros hermanos andaluces vão e aproveitam o fim de semana para ir a banhos à centenária aldeia, hoje vila dos pescadores de Armação, de Vila Real de S. António, Tavira, Olhão e da capital do Algarve, Faro, deslocam-se os amigos dos carros americanos e os bons vivants dos anos 60, da cosmopolita Quinta do Lago e Vale do Lobo e muitos do concelho de Loulé viajam os residentes estrangeiros com as suas potentes máquinas dos anos 50 a 70.

Armação de Pêra conhecida como destino turístico pela excelência do areal da praia e de ter o maior recife natural de Portugal para gáudio dos adeptos e apaixonados pelo mergulho desportivo e do veraneio no fundo dos mares é, agora e cada vez mais, a capital dos automóveis clássicos no sul do país.

 

Os Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento

 

No Algarve sempre existiu a tradição ou o culto pelos clássicos, desde há muitos anos que os amantes dos passeios com estes automóveis, mal o tempo convidava e, aí vinham de Lisboa e do norte do país, quais excursões automobilísticas do século passado a desfrutar as belezas algarvias e do bom tempo, aliás, passou a fazer parte dos calendários de animação os ditos passeios na semana das férias da Páscoa, nos feriados de junho e depois no mês de agosto, destino da classe média e alta dos portugueses que se faziam acompanhar das «bombas» com mais de 30 anos de estrada.

Muitos estrangeiros escolheram a região para viver das suas reformas douradas e guardarem os Jaguares, Mercedes, Chevrolets e, outras máquinas nas garagens, fazendo invejam aos portugueses, designadamente, aos emigrantes portugueses em férias, também, no mês de agosto.

Entretanto, centenas de emigrantes e retornados que escolheram, igualmente, o Algarve para viver, acabaram por trazer os seus automóveis que haviam comprado e usufruído em França, Inglaterra, Alemanha, Canadá, EUA e depois de legalizadas as respetivas matrículas, passaram, também a dar as «voltinhas» aos domingos e com os anos tornaram-se clássicos.

Pelo exposto, a região algarvia tem espalhado algumas centenas de automóveis com dezenas de anos, quase escondidos pelas vilas, arredores das cidades e pelos quintais, jardins e garagens das vivendas das serras a sul e com valores avaliados em milhões. Aliás, hoje em dia, é lucrativo recuperar um automóvel antigo, por vezes já nas lixeiras, do que negociar um apartamento.

Um veículo com mais de 30 anos, abandonado, chapa, pintura, estofos e o resto completamente estragado e, que os donos ou os herdeiros oferecem a troco de meia dúzia de euros só para se verem livres do «lixo», acaba por ser recuperado por verdadeiros artistas no ramo automóvel.

Estes antigos mecânicos, bate chapas, pintores, ex-pilotos de automóveis, sobretudo, apaixonados pelos clássicos, dedicam-se a tempo inteiro nas suas garagens oficinas à recuperação dos clássicos, comprando, fazendo peças as em falta no mercado, importando outras, o certo é, que passado um ano ou dois de trabalho quase artesanal, o referido veículo automóvel de velho numa lixeira é negociado depois por milhares de euros.

Segundo, informações, o negócio dos clássicos é muito mais rentável do que o ramo imobiliário, havendo muitos interessados na classe média e alta na compra deste género de automóveis, desde que estejam legalizados e em condições de transitar normalmente.

 

Os amantes dos clássicos

 

Os “Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento” nasceram em Armação de Pêra, diríamos de umas brincadeiras de um grupo de amigos, Rogério Pinto, Vítor Simões «Tó Zé» e o Sérgio do Lotus e, mais um ou dois amigos que aos domingos se reuniam para tomar café e depois irem almoçar à Guia para saborear o famoso «franguinho da Guia», ou a Portimão comer sardinhas assadas.

De domingo a domingo e mais um carro e mais outro, antigo claro está, o grupo cresceu, até que, Ricardo Pinto, recém-eleito Presidente da Junta de Freguesia de Armação de Pêra lançou o repto ao dito grupo, onde, aliás, se distinguia Rogério Pinto, na altura Vice-Presidente e depois Presidente da Câmara de Silves e, também seu pai.

Esta é a história, contada em meia dúzia de palavras, mas com mais de 200 mil pessoas a ver de perto, a «apalpar», a conversar com os proprietários dos clássicos e estes a falar das suas «joias» como de filhos se tratasse no primeiro domingo de cada mês e, como já se disse, já lá vão três anos.

 

35º Encontro dos Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento

 

Assim sendo, realizou-se no domingo, 5 de fevereiro de 2017, o 35º Encontro dos “Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento” que é uma iniciativa da Junta de Freguesia de Armação de Pêra com o apoio do Clube de Futebol "Os Armacenenses", entre as 10,00 e as 13,00 horas, na zona do antigo Minigolfe, em Armação de Pêra.

Estes encontros repetem-se no primeiro domingo de cada mês, tornando-se já numa habitual oportunidade para rever de perto os veículos que fizeram e ainda fazem parte da história do século passado e que os seus proprietários mantêm em excelente estado de conservação.

Como já vem sendo habitual ao longo de três anos, quer chova ou faça sol, cerca de 90 automóveis clássicos em perfeito estado de conservação, independentemente, dos anos de fabrico vêm passar o referido domingo a Armação de Pêra, sendo que, oevento é presenciado por algumas centenas de pessoas e transeuntes pela marginal da vila, ou sejam, os turistas, forasteiros, proprietários dos automóveis, esposas e amigos, que aproveitaram da melhor forma o domingo

Além, do passeio pelas estradas do Algarve e do almoço de convívio entre todos e realizado no Restaurante Novo Almadrava, cujo serviço foi elogiado foi mais uma vez,

o encontro foi pretexto pelo desfile pelas principais ruas de Armação de Pêra com os condutores dos clássicos a receber os aplausos do público e dos fãs destes veículos, cada um, contador de mil vivências e de milhares de quilómetros. 

O evento do primeiro domingo do mês de fevereiro terminou pelas 16,00 horas com o referido almoço de convívio para cerca de cem pessoas, com a promessa de que no domingo de Carnaval, 26 de fevereiro, a organização conta, ainda com outro encontro com a participação especial do grupodos Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento, cujas viaturas estarão presentes e caraterizadas com decoração carnavalesca.

A organização agradece desde já a presença dos proprietários e  dos “Amigos dos Veículos Clássicos do Barlavento” para a participação no próximo encontro no próximo domingo de carnaval, 26 de fevereiro.

.{gallery}classicos{/gallery}

 

Ler mais ...
Assinar este feed RSS
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time