Dia: 15 de Set

Itens filtrados por data: sexta, 07 junho 2019

Tavira de Rui Veloso no Dia da Cidade

Rui Veloso, marca o momento alto das celebrações do Rui Veloso no "Dia da Cidade" pai do rock português, Rui Veloso, marca o momento alto das celebrações do Rui Veloso no Dia da Cidade, pelas 22h00, na Praça da República. A encenação da Moura Encantada, o espetáculo piromusical e os arraiais dos Santos Populares completam o programa de festividades.

De 19 a 24, 28 e 29 de junho, pelas 21h00, o Jardim do Coreto volta a ser palco dos arraiais promovidos pela Câmara Municipal de Tavira:

19: Ruben Filipe

20: Cristiano Martins

21: Bailasons – Pedro Paz

22: Mais Dois

23: Fábio Lagarto com banda | 22h00: Rancho Folclórico da Luz

24: Sons do Sul

28: Silvino Campos

29: Arcílio Palma

Para além do Jardim do Coreto decorrem, um pouco por todo o concelho, num ambiente de festa, diversos arraiais que prometem animar as primeiras noites de verão.

No dia 23, pelas 22h30, é possível assistir à encenação da Moura Encantada, no Castelo de Tavira. Um momento protagonizado pela Armação do Artista com o apoio da autarquia. Ainda nessa noite, pelas 23h59, na Ponte das Forças Armadas, o espetáculo piromusical dá as boas-vindas ao Dia da Cidade (24 de junho).

O programa inicia-se, pelas 10h30, nos Paços do Concelho, com os hastear das bandeiras, seguindo-se, pelas 11h00, na Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, a sessão solene que inclui a atribuição de medalhas de bons serviços e dedicação aos funcionários com 20 e 30 anos de serviço e de mérito municipal.

As comemorações desta efeméride encerram com o concerto de Rui Veloso e, mês de junho celebram-se os Santos Populares no Dia da Cidade. É o tempo dos manjericos, das quadras, dos arraiais, de saltar à fogueira e comer sardinha assada.

Para mais informações deverão os interessados consultar a agenda municipal de junho, o site e as redes sociais do Município.

  • Publicado em Tavira
Ler mais ...

S. Marcos da Serra em multiusos será inaugurado do próximo dia 19 de junho

S. Marcos da Serra em espaço multiusos de São Marcos da Serra será inaugurado do próximo dia 19 de junho, a cerimónia de inauguração iniciar-se-á pelas 20h30 com uma arruada da Banda da Sociedade Filarmonica Silvense e o descerramento da placa que assinala este momento, com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Silves, Rosa Palma e demais membros do executivo.

«Esta é uma festa que nos deixa muito contentes, pois São Marcos da Serra merece dispor de um espaço onde a comunidade possa praticar desporto, realizar as suas festas e partilhar a sua vida e tradições», refere Rosa Palma. «Recordo que este espaço se destina a atividades recreativas, desportivas e culturais, sendo dotado de um palco, piso sintético, equipamento desportivo, iluminação (LED), instalações sanitárias, arrumos e espaços verdes e que representa um investimento de 137 mil euros por parte da autarquia. É também um espaço privilegiado para ser usado pelo Jardim de Infância e pela EB1 de S. Marcos da Serra nas suas ações, bem como por todos os habitantes desta freguesia», esclarece a edil silvense.

Aliás, a inauguração permitirá, desde logo, perceber alguns dos usos possíveis deste espaço, já que prosseguirá com uma “Noite de Fado” (pelas 21h25), animada pela fadista Helena Silva, abrindo-se as portas deste espaço à comunidade pela primeira vez para a realização de uma atividade.

Às 22h00 Paulo Coelho será o convidado musical para o baile, que incluirá uma apresentação de marchas populares pelo de Grupo de Marchantes da Associação Humanitária de São Marcos da Serra.

Esta atividade é organizada pelo Município de Silves, com o apoio da Junta de Freguesia de São Marcos da Serra, da Associação Humanitária de S. Marcos da Serra e do Serrano Futebol Clube.

  • Publicado em Silves
Ler mais ...

Filme "Portugal Tem Lata" mostra história da indústria conserveira no Museu de Portimão

Filme "Portugal Tem Lata" mostra história da indústria conserveira no Museu de Portimão

No próximo dia 15 de junho, pelas 19h00, o Filme-Documentário "Portugal Tem Lata" vai ser exibido em ante-estreia no Auditório do Museu de Portimão, sendo posteriormente transmitido pela RTP. A entrada é livre.

Durante anos considerado um alimento de tropas e de pobres, algumas conservas de peixe atingem hoje um estatuto de sabor e qualidade “gourmet” e são já um símbolo português presente em todo o mundo. A história do país dos últimos séculos é indissociável da indústria conserveira, da qual Portugal chegou a ser o maior produtor a nível mundial.

O documentário “Portugal Tem Lata” propõe-se recuar aos primórdios das conserveiras nacionais para depois abordar, durante cerca de 1h40, o longo caminho que foi necessário percorrer até ao ponto em que se encontra hoje este sector económico tão determinante para o país.

A narrativa divide-se em duas partes. A primeira atravessa as quatro fases principais da indústria em Portugal até ao final da Segunda Guerra Mundial: o período “histórico” até 1855, quando se inicia a “industrialização” (até 1880), entrando depois numa fase “tecnológica” (até 1920) e de desenvolvimento “socioeconómico” (até 1945).

 

Já a segunda parte do documentário, realizado por João Trabulo da NewTalks e Rui Pregal da Cunha, antigo vocalista da banda Heróis do Mar, reflete sobre “a grave crise e a decadência do sector no pós-guerra”, o período em que as fábricas de conservas quase deixaram de existir, entre o 25 de Abril e os finais dos anos 1980, até à “tendência atual de glorificação das conservas como produto trendy”.

Das 152 fábricas de conservas de peixe que existiam em Portugal nas vésperas da Segunda Guerra Mundial restam hoje 21.

Uma singular viagem cultural, social e económica pelos mais importantes centros conserveiros do País e onde Portimão, o seu Museu e o “Jogo da Sardinha”, não poderiam faltar.

ENTRADA GRATUITA | 15 de junho | 19h00

 

Ler mais ...

Alameda Beer Fest regressa com 200 tipos de cerveja artesanal

Faro irá receber, de 4 de 6 de julho, a quinta edição do evento “Alameda Beer Fest - Festival Internacional de Cervejas e Cervejeiros Artesanais”,

Um formato de evento inovador e mediático, organizado pelo Município de Faro, OG&Associados e Ambifaro - Gestão de Equipamentos Municipais, EM. A capital do Algarve volta a ser, com a “Alameda Beer Fest”, a referência mais mediática, a sul da Península Ibérica, atraindo grandes cervejeiros e projetos já consolidados. Além das cervejas artesanais, haverá ainda gastronomia algarvia, música e performances artísticas.


O festival abre as suas portas das 17h00 às 01h00, contando com uma vasta programação, marcadamente virada para a ligação com a cerveja e o empreendedorismo crafter, a folia musical, conteúdos pedagógicos, em estreita harmonia com o local do evento, o Jardim da Alameda – um ícone da capital e dos farenses.


Bandas em arruada, concertos ao vivo e dj’s darão o tom musical transversal a todas as idades. No Jardim da Alameda haverá também espaço para um mercado de artesanato urbano de autor.


Estes são os ingredientes de um grande evento que marcará a agenda algarvia, tal como definição da cerveja artesanal: de qualidade elevada, pura e alegre, com personalidade e caráter próprios e uma motivação de empreender enorme. Serão, novamente, três dias inesquecíveis que ficarão na memória dos visitantes.

Imagens da Galeria das cedidas abaixo: Alameda Beer Fest regressa com 200 tipos de cerveja artesanal de 2018 

 

  • Publicado em Faro
Ler mais ...
Assinar este feed RSS
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time