Dia: 18 de Abr
Algarvemais

Algarvemais

URL do Sítio:

“Algarve um destino seguro “

 

“Algarve um destino seguro “ onde também esteve em destaque ao nível da proteção e segurança  com relevo para algumas ações  a a nível da Proteção Civil Municipal e, em especial o projeto (Re) Viver no meu bairro, no âmbito dos Contratos Locais de Segurança (CLS) do Ministério da Administração Interna. Neste sentido segue em anexo nota de imprensa referente a esta iniciativa da área governativa da Administração Interna, Câmara de Portimão, Região de Turismo do Algarve e da Safe Communities Portugal que teve lugar no auditório do Museu de Portimão.

 

Vitor Guerreiro defende criação de Unidade de Cuidados Continuados em São Brás de Alporte


 

O presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, defendeu hoje a criação de uma Unidade de Cuidados Continuados no concelho, durante a sua intervenção no Encontro Regional de Cuidados Continuados num contexto integrado.

 O encontro, promovido pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, decorreu no Museu do Traje e acolheu centenas de profissionais de saúde, dedicados à área dos cuidados continuados.

Durante o painel “O papel das autarquias na articulação e integração dos cuidados de saúde na comunidade”, Vitor Guerreiro sublinhou a disponibilidade do Município para apoiar o acolhimento de uma Unidade de Cuidados Continuados em São Brás de Alportel.

É preciso sentir a realidade e ter uma atitude pró-ativa para resolver as situações”, afirmou enaltecendo o trabalho na área social e de promoção da saúde realizado no concelho,  e que resulta das boas práticas de trabalho em rede e proximidade, e em parceria. Os projetos de promoção da saúde desenvolvidos em parceria pela Unidade de Cuidados Continuados – Alportellus de São Brás de Alportel, com a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia, a Santa Casa da Misericórdia, as Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho são bom exemplo disso.

Acérrimo defensor do poder local e da transferência de competências na área da saúde do Estado para as autarquias, dado ser onde se trabalha próximo das comunidades, conhecendo as necessidades reais das populações, o autarca explicou que o Município de São Brás de Alportel está disponível para aceitar responsabilidades nesta matéria mas que aguarda que a proposta de  transferência de competências seja acompanhada da verba necessária para fazer face às responsabilidades.

O painel contou ainda com a participação da Coordenadora da Unidade de Cuidados Continuados – Alportellus, Enf.ª Cidália Palma, que apresentou os vários projetos desenvolvidos em parceria e com o apoio do Município de São Brás de Alportel.

Os rastreios visuais infantis, o protocolo que vai permitir a criação de um gabinete de medicina dentária no Centro de Saúde de São Brás de Alportel, as obras de manutenção do edifício do Centro de Saúde, a Unidade Móvel de Saúde e o projeto “Mais Viver, mais Aprender” que procura combater a solidão e a promoção do envelhecimento ativo junto dos seniores são bom exemplos deste trabalho de parceria, na missão comum de promover a saúde e o bem-estar da comunidade.

A estratégia do Município na promoção da saúde e bem-estar da comunidade vai mais além constituindo um eixo central em todas as políticas, tendo Vitor Guerreiro, dado como exemplo a instalação de equipamentos para a prática desportiva em espaços públicos e o empenho para que o concelho seja cada vez mais acessível para todos tanto na via pública, como nos edifícios públicos ou de utilização coletiva. A título de exemplo, o autarca recordou que esta semana foram instaladas rampas de acesso à Igreja de São Sebastião, mais um projeto integrado no Plano São Brás de Alportel acessível para todos.

O papel das diversas estruturas que compõem a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados do Algarve na implementação de estratégias comuns de proximidade e centrado nas necessidades das pessoas, no âmbito da prestação de cuidados de saúde na comunidade, num contexto integrado, e os atuais desafios para cuidadores formais e informais, foram alguns dos temas abordados neste encontro.

"Mário Centeno anda a ler a Anita" e Nos novos passes sociais

 

"Mário Centeno anda a ler a Anita"

Diz que o investimento depende dos concursos que ficam desertos. Por isso em vez de fazer o investimento que estava previsto e que era de 40% , ficou pelos 10%, ou seja 30% abaixo do orçamentado.

Centeno acha que uma legislatura é suficiente para estupidificar , quer os portugueses quer os empresários, mas não chega. E o deserto é o que Costa fará de Portugal se lhe derem mais tempo,.

Mas mesmo assim ,Centeno com aquele sorriso de BèBé gigante acha que andamos todos a jogar ao berlinde, pois já nem se sabe bem se Anita tem o género normal ou se é uma reprodução da Ministra da Cultura, qual variação da Barbie,

Os concursos ficam desertos quando o valor da obra é 1000, e o governo lança um valor base para concurso de 100.

Centeno é de terra de contrabandistas , mas esquece-se que já não há contrabando, e que a outra Senhora já não existe, os postos da Guarda fiscal foram extintos, e agora são turismo rural.

Assim, as empresas não vão a concurso , e Centeno consegue não gastar dinheiro, mas a culpa é dos capitalistas que não querem fazer obras a um décimo do preço e a perder dinheiro , pois as empresas privadas não são a CP onde se enterra o dinheiro do erário público para agradar ao PCP que sustenta o governo de Centeno, e tem comboios a cair de podre. .

Se a economia está tão boa, porque não se lança concursos com valores adequados ? 
Porque se assim fosse o défice ia para o cacete. perceberam? ou vão votar no Costa?

Abraços e pelo menos tentem ter um barómetro de hipocrisia para manterem a sanidade mental .

É só uma recomendação.

E tenham dó, o 25/4 pelo menos serviu para podermos pensar, deixar de o fazer, leva o 25/4 para onde nunca devia ter saído. e depois digam que a culpa é do Passos, a culpa não é do Passos, a culpa é da carneiragem e dos vossos umbigos .

O resto são tretas e sofás. Melhor são sofás da treta.

By Fanan

A começar simbolicamente em 1 de Abril o governo lançou a medida mais arrojada da legislatura

Nos novos passes sociais

Prevê-se que um povo que morreu pela vaidade vá deixar de andar no carro novo para andar em autocarros velhos, que tocam musicas do Fernando Farinha.

Os que não têm carro novo já contactaram a Credibom para saber o que podem comprar com a diferença que vão poupar . Quem sabe comprar um carro novo para não terem de andar nos autocarros velhos, e o que sobrar dá para a gasolina e já podem ir ao centro comercial ao fim de semana que é onde há estacionamento, pois Fernando Medina vai acabar com isso em Lisboa.

A Uber já está a pensar numa tarifa especial para salvar casamentos depois dos maridos insitirem para deixar o carro em casa e as mulheres começarem aos gritos por terem sido apalpadas por um árabe que frequenta um programa de inclusão com o patrocinio da presidência da República. .

O argumento de que vão ter mais dinheiro para sapatos não colhe pois o que sobra não é assim tanto, e só dá para comprar sapatos no chinês, e se chover, Lisboa alaga e teriam de andar de galochas, o que dá origem a pé de atleta e gungos nas unhas.

Os carteiristas de lisboa, já pediram reforços à Roménia, pois vai faltar mão de obra para dar vazão a tanta mala aberta, e a malta que está inscrita no Instituto de Emprego acha o trabalho muito duro.

Os Espanhois da Renfe, já vieram em auxilio do Governo, e disponibilizaram umas carruagens que tinham emprestado á Venezuela e que estão em bom estado, porque não têm tido uso por causa da falta de electricidade.

As empresas de transportes já fizeram saber que vão começar a meter gasóleo nas bombas da Carris, pois o governo ainda não pagou o que devia do primeiro trimestre mesmo com os passes antigos.

Centeno já disse para aguentarem pois o excedente que tem é para meter no Novo Banco, que tem que devolver 2000 milhões de euros à Venezuela e Maduro já disse que só deixa a Venezuela quando receber esse dinheiro para poder levar o namorado a visitar Sócrates na Ericeira. ,Este dinheiro foi o que Hugo Chávez tinha posto no Bes para tentar salvar o BES a pedido de Sócrates.

António Costa já mandou criar um novo Instituto Público para monitorizar esta medida e cuja presidenta vai ser a namorada da ministra da Cultura que tá farta de a chatear, pois toda a gente tem maridos no governo menos ela.

A vice-presidente vai ser a namorada de Marcelo Rebelo de Sousa que trabalhava na supervisão dos créditos do Bes e tem muita experiência em supervisionar e apesar de não ser do mesmo sexo, é quase a mesma coisa pois sexo é coisa que já não vê há muito tempo pois Marcelo anda deprimido com as sondagens e cheira sempre a sem abrigo.

Por isso aguardo os primeiros relatorios deste instituto que se irá chamar IAS.EP- Instituto dos Andantes Socialistas . Enganando Portugal

Prontos. Vou trabalhar porque os passes ainda não chegaram ao Algarve.

By Fanan

Silves a BTT 15 Km marcha-corrida no Calendário Regional de Marcha e Corrida do Algarve do IPDJ

“SILVES TOUR 2019” VOLTA A TER DOIS PERCURSOS COM DISTÂNCIAS DIFERENTES E UM PERCURSO DE BTT

A edição de 2019 do “Silves Tour” terá dois percursos (diferenciados pela distância e nível de dificuldade), um de 5Km e outro de 10Km (aproximadamente), realizados, respetivamente, pela Cidade e Serra de Silves, ambos com passagem pelo interior do Castelo. Haverá, igualmente, um percurso de BTT com 15 Km. Esta marcha-corrida, que está inserida no Calendário Regional de Marcha e Corrida do Algarve do IPDJ, tem lugar no dia 5 de maio, com início e fim junto ao Complexo de Piscinas Municipais de Silves e partida marcada para as 10h00.

Esta iniciativa da autarquia irá, este ano, apoiar ao Projeto “Sorrir M” da Casa do Povo de SB Messines. Como habitualmente, a atividade terá lugar no “Dia da Mãe”, podendo os participantes optar por realizar os percursos em marcha, corrida e bicicleta, ou, ainda, inserirem-se na 5.ª Mini Mamã, uma vertente da atividade que permite que mães, filhos e toda a família disponham de um programa de atividades especiais na Zona Ribeirinha de Silves (pinturas faciais, aulas de grupo para mães e filhos, jogos, entre outras surpresas), para além de uma mini marcha de 2km pela ciclovia (na qual as mães poderão participar com os seus filhos com carrinhos de bebé, triciclos, trotinetas, ou outros meios).

Esta edição do “Silves Tour” contará com a colaboração da ARS Algarve e da UCC Rio Arade, que trará uma Unidade Móvel para que os participantes possam avaliar alguns parâmetros de Saúde durante o evento.

Para poder ajudar o projeto “Sorrir M” da Casa do Povo de SB de Messines, todos são convidados a participar na campanha “#Eu Ajudo”, adquirindo uma t-shirt do “Silves Tour”, cujas verbas reverterão a favor desta instituição. O custo da camisola é de 5 euros para adulto e de 3 euros para criança, podendo ser adquiridas a partir do dia 1 de abril, nos seguintes locais: Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines, nas Juntas de Freguesia do concelho, nos Pavilhões Desportivos do concelho, Complexo de Piscinas Municipais de Silves, Balcão Fidelidade, mediadora Algarseguros (SB Messines e Albufeira), Kykus Eyecare (Albufeira) e na União Regional das Instituições Particulares de Segurança Social do Algarve (Faro).

O Município disponibiliza autocarros para o local do evento e regresso, devendo os interessados efetuar a sua inscrição nas Juntas de Freguesia das suas áreas de residência (as vagas são limitadas. O autocarro não poderá transportar menores de 16 anos).

Recorda-se que todos os participantes deverão estar devidamente equipados, com sapatos adequados e que quem realizar o passeio de bicicleta tem de utilizar obrigatoriamente capacete.

Relembramos que, até hoje, as diversas edições do “Silves Tour” já apoiaram inúmeras instituições, onde se incluem: Associação Laço, Associação Humanitária de S. Marcos da Serra, Unidade de Pediatria do Centro Hospitalar do Barlavento, Refúgio Aboim Ascensão, Silves Futebol Clube, UNIR – Associação dos Doentes Mentais, Famílias e Amigos do Algarve, Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve, Departamento Social da Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Silves-Albufeira, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Silves; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de SB Messines, sendo atualmente uma das mais significativas iniciativas desportivas realizadas no Algarve, que se associam a causas sociais.

A pé, a correr, de bicicleta, de carrinho de bebé ou de triciclo associe-se, também, a esta causa e participe no Silves Tour 2019.

Parceiros: IPDJ, Programa Nacional de Marcha e Corrida, Plano Nacional de Ética no Desporto

Media Partners: Rua FM, Barlavento, Terra Ruiva

Apoios: União de Freguesias Alcantarilha e Pêra e de Algoz e Tunes; Juntas de Freguesias de Armação de Pêra, de SB Messines, de S. Marcos da Serra e de Silves; Casa do Povo de Messines; Frutas Mourinho, Lara; Frutas Lurdes, Continente (loja de Silves); GNR de Silves; Bombeiros Voluntários de Silves; Agrupamento 181 – Corpo Nacional de Escutas de Silves; Sociedade Columbófila de Messines; Clube Xelb; Agrupamento de Escolas Silves Sul; Agrupamento de Escolas de Silves; ARS Algarve; UCC Rio Arade; Fidelidade e Ponto Seguro.

+ info: Sector de Desporto: telefone 282 440 270 | correio eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Assinar este feed RSS
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time