Dia: 16 de Jul
  • Zen Online
Algarvemais

Algarvemais

URL do Sítio:

Lagoa inaugura mais um percurso de Natureza:

o Caminho dos Promontórios

A partir da próxima terça-feira, dia 10, será possível ficar a conhecer um pouco melhor o litoral do concelho de Lagoa a pé. O novo percurso de descoberta da Natureza, entre a Praia do Molhe (Ferragudo) e a Praia do Paraíso (Carvoeiro), no sector poente do litoral do concelho, será inaugurado pelo presidente da autarquia no mesmo dia em que é inaugurado o restauro da Torre da Lapa, na presença do Presidente da Região de Turismo do Algarve, da Agência Portuguesa do Ambiente, Direção Regional da Cultura, Assembleia Municipal de Lagoa, do Comandante do Porto de Portimão e das entidades autárquicas locais.

O Caminho dos Promontórios é um investimento conjunto no valor de 118.500,00 euros, estende-se ao longo de sete quilómetros de costa e incide sobre uma plataforma rochosa calcária com uma altura que varia entre os 2,5m e os 40m. Este percurso é interrompido por vales suspensos, pequenas enseadas e areais (praias) e, ocasionalmente, marcada por cavidades verticais naturais designadas por “algares”. Esta é uma obra que traduz o esforço da autarquia para dar a conhecer a maravilhosa orla costeira que Lagoa oferece, com condições de segurança que permitam desfrutar da incomparável paisagem, reconhecida pela sua beleza.

Num “quadro” onde os elementos dominantes são as arribas, este percurso distingue-se pela sucessão de pontais ou pequenos promontórios que, a par da Ponta do Altar, moldam um relevo de singular beleza. Este aspeto distintivo da paisagem determinou a designação do percurso. Acrescem outros valores de reconhecido interesse para a observação e que fundamentam a implementação de um conjunto de sinalética informativa que ajudam o visitante a interpretar o ambiente costeiro. Preconizou-se ainda sinalética de perigo e dotação de estruturas de apoio à visitação e fruição do espaço natural, designadamente áreas de estadia.

O Caminho dos Promontórios complementa outros dois percursos pedestres: o Caminho do Algar Seco (perto de Carvoeiro, acessível a pessoas de mobilidade condicionada), e o Percurso dos 7 Vales Suspensos (entre a Praia de Vale Centeanes e a Praia da Marinha). Juntos, permitirão descobrir e conhecer mais de metade da orla costeira do concelho.

Este momento servirá ainda para inaugurar a reabilitação da Torre da Lapa, estrutura militar erigida após a Reconquista Cristã, entre o Cabo de S. Vicente e a foz do Guadiana (e reforçada nos reinados de D. João III e D. Sebastião). O seu restauro, avaliado em 51.500,00 euros, foi levado a termo com o objetivo de reverter a degradação acentuada do imóvel e dignificar um dos valores históricos mais relevantes do litoral de Lagoa, em vias de classificação como Imóvel de Interesse Nacional.

Na presença das autoridades oficiais, o presidente da autarquia, Francisco Martins, colocará a alguns metros da superfície do solo uma cápsula do tempo com várias informações. Este cilindro de metal guardará uma USB com um documentário relativo ao respetivo restauro para as gerações vindouras. Este testemunho ficará assinalado com uma placa comemorativa. A par, será lançado o documentário “A Torre de Atalaia de Vale da Lapa na defesa da costa algarvia”, uma abordagem sobre o restauro desta estrutura de vigilância sobranceira ao mar, de um tempo em que o Algarve era assolado por ataques de piratas.

O Turismo de Natureza no Algarve é um dos sectores turísticos que regista maior potencial de crescimento ao longo dos últimos anos. O pedestrianismo é, assim, uma forma privilegiada de conhecer os territórios atravessados pelos percursos de descoberta da Natureza, promover o turismo cultural e praticar desporto, congregando uma forma de turismo alternativo e sustentável. É nesta leitura da gestão do território que o município de Lagoa aposta numa rede de percursos que tornam o litoral acessível e visitável, consolidando valores como a História Natural e o Património.

A Loja Ponto Azul, localizada na área do antigo mini golf, em Armação de Pêra,

A Loja Ponto Azul, localizada na área do antigo mini golf, em Armação de Pêra, reabriu ontem, dia 2 de julho

Este espaço da Câmara Municipal de Silves estará aberto ao público até 3 de setembro, das 16h00 às 21h00. Patente ao público até ao final do mês de agosto estará uma cedida pela Associação Bandeira Azul. Esta mostra integra as atividades de educação ambiental propostas para promoção da Bandeira Azul e intitula-se “Suspeitos do Costume”. Procura informar e sensibilizar para a necessidade urgente de alteração dos comportamentos de cada um no que respeita a utilização de plástico, devendo todos nós optar por soluções mais duradoras, que permitam a reutilização e reciclagem de materiais e uma seleção de resíduos mais fácil e eficiente.

O “Ponto Azul”, que está em funcionamento pelo quarto ano consecutivo, foi inaugurado em 2015, tendo sido amplamente elogiado aquando da avaliação das iniciativas realizadas no âmbito da Bandeira Azul. Este espaço pretende ser um polo de educação ambiental por excelência, nomeadamente através da disponibilização de informação, promoção de ações de sensibilização ambiental na praia e distribuição gratuita de material que contribua para a promoção de hábitos sustentáveis.

O Município de Faro participou na reunião do Banco Mundial realizada em Zagreb - Croácia

Faro participou na reunião do Banco Mundial, realizada em Zagreb - Croácia

O Município de Faro participou, no dia 3 de julho, na reunião do Banco Mundial, realizada em Zagreb - Croácia, subordinada ao tema “Doing Business in the European Union 2018” (Realização de negócios na União Europeia).
A reunião contou com mais de 100 participantes, de vários países europeus, tendo sido analisados vários países e cidades europeias.
O projeto Doing Business foi lançado em 2002, pelo Banco Mundial, e avalia as medidas de regulamentação existentes e seu impacto na criação de negócios e ao longo de todo o ciclo de vida das PME’s (pequenas e médias empresas). Este estudo já foi realizado em mais de 190 economias e cidades seleccionadas.
Esta avaliação pretende comparar os diferentes ambientes de regulação de negócios entre as economias e ao longo do tempo, incentivando as economias a competirem por uma regulamentação mais eficiente.
Na sua intervenção, integrada no painel sobre a “Remoção de obstáculos para o crescimento das PME’s ao nível regional”, o Presidente Rogério Bacalhau destacou as “condições únicas que Faro apresenta para atrair investimento, seja pela rede de infraestruturas, pelos recursos humanos qualificados ou pelas condições naturais de que dispõe. Destacou, ainda, o investimento que a Autarquia está a realizar na desburocratização e simplificação de processos, nomeadamente através da desmaterialização do processo de licenciamento de obras particulares, com o objectivo de tornar Faro ainda mais competitiva, na captação de investimento. 

Segundo o Presidente da Autarquia a realidade, hoje, é bastante melhor do que aquela que existia há alguns anos, no que respeita ao licenciamento de obras, sendo os projectos que reúnem todas as condições aprovados num curto espaço de tempo. No entanto, não pretende ficar por aqui, assumindo a ambição de tornar os serviços ainda mais eficiente e eficazes, permitindo, desta forma, encurtar ainda mais os prazos, sempre com o objectivo de atrair mais investidores ao concelho, com o objectivo de criar mais empregos e riqueza.

Os vencedores anunciados na Gala do Primus Inter Pares

 

A grande vencedor da 15ª edição do Prémio Primus Inter Pares

Os vencedores foram anunciados ontem à noite na gala do Primus Inter Pares, que teve lugar no Sud Lisboa, em Lisboa. Inês Cunha, com licenciatura em Economia e mestrado em Finanças da Nova, ficou em segundo lugar, e Inês Santos, licenciada em Gestão na Católica e com mestrado em Gestão na Nova, conquistou o terceiro lugar.

Nuno Fonseca, da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, e Guilherme Coelho, da Universidade de Coimbra, com Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica, ficaram ambos em quarto lugar.

Os três primeiros classificados destacaram-se entre 100 candidatos, após várias provas de seleção, sendo assim considerados os jovens mais promissores do país nas áreas de Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia. Terão agora a oportunidade privilegiada de frequentar um MBA numa Business School nacional ou internacional, beneficiando do pagamento dos custos de matrículas e de propinas. As instituições envolvidas são: o IESE, em Barcelona; o IE Business School, em Madrid; o Lisbon MBA (Universidade Católica e Universidade NOVA); o ISCTE; o ISEG; e a Porto Business School. Os 4º classificados recebem um curso de pós-graduação.

O Júri do Prémio é composto pelo Dr. Francisco Pinto Balsemão (Presidente), Dr. António Vieira Monteiro (Vice-Presidente), Dra. Estela Barbot, Dra. Raquel Seabra e Dr. António Vitorino.

O Primus Inter Pares é um prémio de excelência, criado pelo Santander em Portugal e pelo jornal Expresso para distinguir os melhores estudantes das três áreas a concurso, concedendo-lhes acesso a uma formação académica complementar de grande prestígio. O objetivo do programa é valorizar o talento em Portugal e contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de profissionalismo e de excelência na gestão de empresas.

O Banco, através do programa Santander Universidades, assume o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do Ensino Superior. Desde 2003 e no âmbito da sua Política de Envolvimento com a Comunidade, promove o apoio ao Conhecimento e Ensino Superior. O banco investe anualmente cerca de €7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa.

O Banco Santander, a empresa que mais investe no apoio à educação no mundo (Relatório Varkey/UNESCO – Fortune 500) mantém mais de 1.100 acordos de colaboração com universidades e instituições académicas de 21 países através do Santander Universidades e, através da rede Universia, agrupa mais de 1.300 instituições académicas ibero-americanas.

Foto 1: (esqª para dtª) – António Vieira Monteiro, Presidente da Comissão Executiva do Santander Totta, João Ramadas, Vencedor do Prémio Primus Inter Pares, e Francisco Pinto Balsemão, presidente do júri.

Foto 2: (esqª para dtª) – Fila de frente – Nuno Fonseca, Inês Cunha, João Ramadas, Inês Santos e Guilherme Coelho

Fila de trás -  Francisco Pinto Balsemão, Estela Barbot, Raquel Seabra, António Vieira Monteiro, António Vitorino, Cláudia Vieira

Assinar este feed RSS
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time